Escrito Popular

Quero ser escritor.
Se escrevo uma linha,
Se escrevo uma carta,
Será que escrevo
Um livro?

Há livros:
Que são conjuntos
De linhas.
E na mão do historiador,
Viram a história de Lima.

Há cartas:
Que mesmo cartas
Viraram livros.
De Oscar Wilde a Vinícius,
Todos tinham amores escondidos.

Mas o livro
Que traduzo como livro
Que ofereço
Ao panteão da memória do Povo,
Nada mais é do que a minha história:

– de um catador de beija flores.

[p.K.]

Anúncios

Um comentário em “Escrito Popular

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s