O ferro do sangue e da arma

(para Carlos)

O júbilo fez da terra seu túmulo

Depois que tanto sangue puro

Por tão pouca razão e insulto

Preferiu a guerra e o luto.

 

 

Entregou seu último suspiro

A esperança dos desvalidos,

E foi alimentar a rosa-anêmica:

Endêmica carência de poder.

[pk]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s