A falta que me faz Paula G.

“…whether you are going to be the one…I can’t decide by now…I really want to spend some time with you…get to know you better than I do…If that is alright with you…”

Esse é gentil e calmo, talvez a pessoa mais normal com a qual eu já me envolvi. E isso quer dizer muito visto que tantos foram aqueles com os quais eu já vivi algo. Não quero dizer mais nada nesse momento… é isso…ele é gentil e calmo. O outro…o quê dizer do outro? Esse mora longe, é minha paixão da vida toda e eu queria tê-lo ao meu lado sempre sempre só que ele mora em outro país. Minha paixão me consome todos os dias é incrível sabe porque nós nos entendemos tão bem e nem nos conhecemos direito. É verdade eu o conheci numa viagem ao exterior e depois disso mantivemos contato sempre sempre e ele me entende e me conforta. O outro…o outro é o protótipo de tudo àquilo que qualquer garota já desejou nessa vida. Uma pessoa honesta, trabalhadora, tranqüila….mas eu fico nessa sabe…será que eu me permito viver uma aventura e largar tudo e não saber do que vou viver e foda-se e não sei mais ou então casar e ter filhos e viver uma vida burguesa tão perfeita com uma pessoa que me adora e eu não sei mais. Essa dúvida me consome todos os dias da minha vida desde que eu conheci os dois e eu não acho justo nada disso porque eu sei que eles também precisam de mim e eu deles só que eu preciso me decidir…porra e no meio disso tudo entra minha família que merda eu não queria fazer ninguém sofrer mas talvez uma decisão possa transtornar todo mundo….meu deus meu deus será que posso ousar tanto assim no meu individualismo ou deveria pensar mais na família? Veja bem, enquanto um me apoiará nas minhas tentativas de largar o cigarro, o outro será aquele que me trará o melhor tabaco do mundo de suas viagens ao redor do globo. Esse me confortará nos meus porres e me convencerá de parar de beber tanto assim como eu bebo…aquele beberá comigo todos os dias e conversaremos tanto tanto que eu nem sei como vai ser isso será que um dia teremos ainda assunto?! Será que os dois me amarão quando eu não for mais jovem? Será que eles me abandonarão quando meus peitos murcharem e minha pele enrugar? Besteira pensar nisso agora…que merda eu ainda tenho tudo no lugar e eles também…é eles têm que pensar que as coisas cairão sobre o efeito da gravidade…desejo não ter conhecido nenhum dos dois para não ter que optar por uma vida ou outra que eu nunca saberei como será de antemão mas me preocupo de qualquer forma porque sou humana…e amo tanto.

DF

Anúncios

Um comentário em “A falta que me faz Paula G.

  1. Toda Prosa. saudades de paula G que nunca conheci e que conheci a tão pouco tempo. respeitado Lé com Cré, a mulherzinha tão feminina que nem a própria menininha dela parte acredita que o é. Volto em breve.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s