Dreamaholic

 

O mundo é dividido entre as meninas que quando crianças carregavam estojos abarrotados de canetas coloridas para a escola e as outras,que sempre perdiam tudo e pegavam emprestado.

E eu me encaixo na segunda categoria.

O mundo é dividido entre pessoas gato e pessoas cachorro (eu não confio em pessoas que não gostam de animais)

E eu me encaixo na segunda categoria.

O mundo é dividido entre homens que gostam de mulheres de cabelos compridos, e os que não gostam.

(E bem, os da segunda categoria…)

E eu tinha a cara de pau de achar que isso ia dar certo?

Eu que caio sozinha andando de bicicleta entre o Leme e Copacabana, que contabilizo cicatrizes no joelho e algumas outras internas que na verdade são as que aparecem mais, que não dirijo porque não consigo, que falo pelos cotovelos e com pessoas desconhecidas e aleatórias, que choro pouco mas choro em um jogo do Flamengo, que sou mais aceita no grupo dos meninos do que no das meninas, e que sinto tudo tão físico, e grito às vezes sozinha em casa, e preciso tanto de um banho de cachoeira que às vezes perco a graça,e tenho medo de ser feliz, porque na minha cabeça dias felizes e tristes se alternam em 20 dias e por isso eu sofro por antecipação e quero escrever um livro, e quero escrever um roteiro, e não quero ter filhos mas guardo nomes de meninos silenciosa, para daqui há 30 anos, quem sabe,e sinto falta da minha família e amo meus amigos como ninguém, e ainda não tive porque acreditar em amores que não acabam, casamentos inacreditavelmente felizes,trabalhos completamente satisfatórios e que alguém consegue ser feliz sozinho. Eu, que consigo separar tanto o que é físico e o que é sentimento e que me apaixono pelas esquinas, mas que só quero uma pessoa no fim do dia, e que morro de medo de tudo e que acho que felicidade é um amor dentro de um avião e rodar o mundo e que transformo em palavras tudo o que me dói porque senão eu enlouqueço, eu que sonho acordado todos os dias, e sou uma esperançosa incorrigível, e que acredito nas pessoas embora todos os dias eu perceba que nem todo mundo é legal, que tenho a ingenuidade de uma criança de 5 anos, que às vezes some por completo, mas que todos os dias eu tento recuperar, que finjo muito, mas no fundo acredito em tudo, e eu…

Tinha a cara de pau de achar que isso ia dar certo….
PG

 

Anúncios

4 comentários em “Dreamaholic

  1. Paulinha eh um ser hibrido. Fica na linha que separa o seguro e o inseguro, as respostas as vezes mal criadas transbordam seguranca, em quanto os constantes questionamentos nao escondem a apreensao, a ansiosidade sobre o futuro e a vida. Nao sabe onde vai parar seu destino sem amores, sem palavras, sem expressao, sem seus poucos amigos do sexo masculino. Conquistou a mim e a muitos que pouco a conhecem. Pelo que me parece, pouco se importa com a beleza mulherzinha e valoriza o alternativo. Ela eh a primeira alternativa. Nao te entendo e prefiro nao entender. Prefiro te sentir efervecente, como tu es.

  2. Adorei. Mais que adorei, super me identifiquei, e penso que isso é o que há de mais bonito na literatura: ver refletir e ver através do outro questões que são suas tb. Vc fez isso de forma mt bonita, parabéns.
    Ah, tb pertenço a segunda categoria 🙂
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s