Filosofiapoesia

 

a crise de confiança da economia

é só um reflexo da ausência de confiança do homem em si mesmo,

homem este que chegou em um período crítico de sua trajetória

período este que marcará o colapso

(e aqui não pretendo ser

apocalíptico)

de toda ordem estabelecida no início do iluminismo,

e assim a mente humana romperá os limites do ego

para reconhecer sua falibilidade, sua mediocridade,

pois, apesar de todas as conquistas, da Lua, de Marte, da eletricidade,

não estamos satisfeitos, nunca estamos, e nem poderíamos estar,

porque inconscientemente sabemos

que é esse fator de distúrbio

que nos fará enxergar o que até hoje não conseguimos,

isto é, tudo que existe mas está fora de nosso alcance, e que por orgulho

decidimos ignorar, fechando assim todos os canais e pontes

que nos ligam ao desconhecido…

mas quando conectarmo-nos

não através do cabo ou do satélite ou do avião, mas através de nós

em uma jornada interior ao inominável,

é que nos encontraremos com a poesia,

com o que une a substância da palavra.

 

 

[CJ]

Anúncios

Um comentário em “Filosofiapoesia

  1. a questão é: poucos são os que querem se arriscar em uma jornada no interior de si mesmos.
    colapso? é certo. de quatro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s